Um dia na vida de um lutador de sumô: talvez você esteja fazendo igual

Os lutadores de sumô acordam cedo (normalmente às 5 hrs), pulam o café da manhã e enfrentam uma rotina extenuante de cinco horas de exercícios chamada keiko

Em seguida, tomam banho e fazem a principal refeição do dia, um ensopado rico em proteínas chamado chanko-nabe. Trata-se de uma sopa espessa e saudável feita com algas, peixe, repolho, alho-poró, cogumelos, broto de feijão, tofu, macarrão, frango, porco, salmão, vieiras, ovos, arroz e molho de soja. Eles comem esse prato acompanhado de mais arroz e completam com cerveja ou saquê.

Após essa pesada refeição, passam as próximas horas cochilando. Em seguida, acordam e logo estão prontos para jantar e dormir novamente. No dia seguinte seguem a mesma rotina. Todo dia, durante anos.

Esse regime de exercícios, alimentação e sono provoca um enorme aumento de peso, sobretudo quando adotado por muito tempo. Então, qual é a biologia por trás disso? Por que esse padrão faz engordar tanto que leva os lutadores de sumô a pesar de 180 a mais de 300 kg?

Vamos lá aos erros:

1. Pular refeições faz você comer muito mais na próxima; seu organismo e metabolismo não conseguem processar esse tanto de calorias e nutrientes de uma vez. O resultado? Acúmulo de gordura.

2. Dormir longas horas após uma grande refeição faz a digestão não acontecer corretamente, e com isso acontece a mesma coisa explicada no item 1.

3. Exercícios extenuantes sem alimentação correta pré e pós-treino diminuem a massa muscular e deixam a gordura corporal intacta.

Você se reconhece em alguma dessas situações? Fique atento!