Cirurgia bariátrica X suplementos

Sabemos hoje que, independente da técnica realizada, todas as cirurgias levam a uma grande redução de peso que é mais intensa nos primeiros 6 meses de pós-operatório e tende a estabilizar depois de 12 a 24 meses. 

Com a intervenção o consumo de nutrientes passa a ser menor (devido a restrição da capacidade gástrica) e a absorção de alguns desses nutrientes é modificada - seja por afastamento da passagem dos alimentos por uma área de absorção do intestino e/ou por menor eliminação de enzimas e sucos digestivos que ajudam na sua absorção. 

Portanto, todo paciente submetido à cirurgia bariátrica terá que repor nutrientes. Em sua maioria vitaminas e minerais, que o corpo passa a não conseguir absorver via alimentos, ou absorve parcialmente e em menor escala.

Estas reposições, serão por toda a vida.  



Comer a cada 3 horas: é realmente necessário?

Depende!

Bom, primeiro, existem algumas patologias em que se recomenda esse intervalo de tempo, como por exemplo aquelas pessoas que tem gastrite (porque sentem dor), para diabéticos (para manterem estável a glicemia do sangue), para pessoas que querem ganhar peso e, por fim, para alguns pacientes bariátricos (que não conseguem comer um volume maior de alimentos de uma só vez).

Nos outros casos, como pessoas saudáveis ou que querem perder peso nem sempre é necessário. 

No caso especial daquelas que visam o emagrecimento, só recomendo comer nesses intervalos caso a pessoa compense, ou seja, coma mais do que o recomendado na próxima refeição.