Faço dieta nos dias de semana e libero nos finais de semana: pode?

Muitas pessoas que começam um programa de reeducação alimentar aparecem com essa pergunta logo na primeira consulta. Então, para que você descubra se terá ou não resultado se comportando dessa maneira, precisamos fazer algumas contas. Vamos lá:

Quantos dias tem o ano? 365.
Quantos sábados e domingos tem no ano? 54 sábados + 54 domingos = 108 dias.
Agora pegue os 365 dias e subtraia os finais de semana.  365 - 108 = 257 dias.
Bom, agora me responda essa pergunta: você costuma tirar 30 dias de férias (mesmo que não sejam os 30 de uma vez)? Pra grande maioria das pessoas a resposta é sim. Então, diminua dos 257 as suas férias. 257-30 = 227 dias.

Ok. Então aí temos o final de ano, jantares de confraternizações, Natal, Ano Novo...a partir disso podemos considerar mais uns 10 a 15 dias de alimentação inadequada, correto? Então, 227-15 = 212 dias.

Ainda tem o Carnaval, Páscoa e vários outros feriados. Podemos considerar mais uns 15 dias. Então, 212-15 = 197 dias.

Nossa! Esquecemos o aniversário do marido/esposa, dos filhos, do pai, da mãe, dos netos, Dia dos Pais, Dia das Mães, e por aí vai. Dá pra tirar mais uns 20 dias juntando tudo. 197-20 = 177 dias.

Se dividirmos os 365 dias do ano por dois, temos em torno de 182 dias. Portanto, em cerca de METADE DO ANO as pessoas arrumam desculpas para não se alimentarem direito. Se você se encaixa nesse perfil, saiba que durante 6 meses você ACHA que está fazendo dieta, quando na verdade não está. 

Deu pra ver que se você quiser ter um resultado duradouro não dá pra fazer as coisas pela metade? 



Adaptado do livro "Tudo Posso, Mas Nem Tudo me Convém", de Gisela Savioli.