Lactobacilos e alergia alimentar

A microbiota do trato gastrointestinal sofre transferência das doenças atópicas. Essa interferência afeta diretamente a quantidade de bactérias presentes no trato digestório. 

Foi visto que a microbiota de pacientes alérgicos tem menor quantidade de enterococos, bactérias bífidas e bacteroides, e, em contrapartida, quantidade maior de clostridium, coliformes e staphylococcus aureus, quando comparada com a microbiota dos pacientes sem alergia.

Não se sabe ao certo que repercussões isto pode trazer para o indivíduo. No entanto, alguns estudos estão sendo desenvolvidos com a intenção de verificar a relação da administração de lactobacilos - seja para as mães durante o pré-natal ou para os recém-nascidos nos primeiros 6 meses de vida - para promover a diminuição da prevalência de doenças alérgicas. 

Os dados iniciais parecem indicar um fator benéfico com o uso de probióticos. 

Quer acrescentar probióticos na sua alimentação? Exemplos de alimentos com probióticos: iogurtes, yakult, actimel, activia.