Soja e seus benefícios à saúde

Bom, para quem não conseguiu assitir a entrevista e ainda quer saber um pouquinho sobre a soja, aí vai....

A soja tem sido cutivada na China há séculos, mas só em 1908 veio para o Brasil. Apesar disso, somente a partir da década de 70 que começamos a ter um grande interesse em sua produção, devido ao crescimento da indústria de óleo e também do mercado internacional. Hoje, o Brasil é responsável por 30% da produção mundial.


Apesar disso, a soja anda é pouco consumida por aqui - por influência cultural mesmo. Além de ser usada como alimento, pode participar da produção de ração animal, da indústria de adesivos, entre outros.


Os componentes da soja mais conhecidos são: (1) o óleo, que participa da cocção dos nossos pratos diários, (2) as fibras, responsáveis por diminuir o colesterol, regular a glicemia e o funcionamento intestinal, (3) a farinha de soja, que pode ser usada como fortificante nutricional ou em substituição às outras farinhas e (4) o isolado protéico de soja, que contém cerca de 90% de proteína se compararmos com o extrato, que tem só 60%.


Existem dois elementos importantes na soja: sua proteína e a isoflavona. A isoflavona age como um estrógeno natural, ou seja, um hormônio natural do organismo e traz vários benefícios à saúde, entre eles:

  • aumenta os receptores hepáticos de LDL (o colesterol "ruim"), favorecendo sua quebra e eliminação pelo organismo,

  • aumenta o HDL (colesterol "bom") e diminui os triglicérides,

  • inibe a atividade de algumas enzimas responsáveis pelo crescimento de células tumorais e, além disso, evita a formação de vasos sanguíneos que irrigariam esse tumor,

  • inibe a produção de oxigênio reativo, resposável pela produção de radicais livres que causam o envelhecimento celular,

  • prolonga o ciclo menstrual diminuindo as alterações hormonais, principalmente o calor excessivo em mulheres na menopausa,

  • protege o osso, aumentando a massa óssea e diminuindo a sua perda,

  • regula a glicemia (o açúcar do sangue) e protege as estruturas de filtração do rim, diminuindo a progressão da doença renal crônica em diabéticos não-controlados.

Existem outros vários benefícios da soja, entre eles a hidratação celular, diminuição do estresse fisiológico e melhora da função imunológica em atletas. Além disso, ela ajuda no tamponamento do ácido lático, ou seja, previne o aparecimento da fadiga.


Atenção especial deve ser dada aos vegetarianos, que costumam substituir a carne pela soja. Não há problema, desde que o paciente seja acompanhado por um especialista que consiga verificar possíveis deficiências nutricionais pela ausência no consumo de carne - a anemia é uma delas....


No caso das crianças, elas devem ter cautela ao substituir o leite de vaca pelo de soja. O leite de soja possui pouquíssimo cálcio se comparado ao leite de vaca. Mamães, fiquem atentas!!!!


A soja pode e deve ser incluída em nossa alimentação diária. Estudos mostram que o valor diário recomendado é de 45 a 55 g. Se você acha muito, pode começar com 25 g/dia, que já terá alguns benefícios!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...