Sódio: vilão ou mocinho?




O sódio, nos tempos atuais, vem se mostrando cada vez mais presente em nossa alimentação diária. Com a correria dos dias de hoje, acabamos comendo mais comida congelada, fast-food e produtos industrializados. Mas, o que muita gente não sabe é que em alguns desses produtos podemos encontrar muito mais do que a recomendação diária de sódio.


Primeiro, devemos começar conhecendo algumas das funções do sódio em nosso organismo. Ele é responsável por regular os batimentos cardíacos, o volume de sangue do corpo, a contração muscular, os impulsos nervosos, entre outras funções. Porém, em excesso pode causar hipertensão arterial, acidentes vasculares cerebrais, pedra nos rins, câncer de estômago, entre outros malefícios.


Os alimentos mais ricos em sódio são embutidos, azeitona, conservas em geral, biscoitos salgados industrializados, bebidas isotônicas (tipo Gatorade), salgadinhos prontos, produtos defumados, entre outros. Em geral, podemos dizer que a grande maioria dos produtos industrializados são fontes de sódio.


Por outro lado, alimentos frescos, como frutas, verduras e legumes são pobres em sódio e podem até ajudar a tratar algumas doenças causadas pelo excesso desse nutriente. Como? O exemplo mais comum é o potássio. Sabemos hoje que o potássio aumenta a excreção de sódio pelo nosso organismo. Alguns exemplos de alimentos fontes de potássio são: banana, abacaxi, amora, damasco, limão, laranja, cenoura vermelha, batata, feijão preto, leite, ovos.


O mais importante é lembrar que é o exagero que faz mal à saúde, e o grau de tolerância ao sódio varia de pessoa para pessoa. Atenção especial deve ser dada aos atletas, pois necessitam de um maior aporte devido às perdas desse nutriente pelo suor.


Com uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras, legumes e grãos integrais é possível permanecer saudável e evitar grande parte das complicações causadas pelo excesso dessse nutriente. Comece tirando o saleiro da mesa. Seu organismo agradece!!!!