Quais são os alimentos que melhoram o nosso humor?



Não há mais controvérsias científicas em relação à influencia da alimentação sobre seu humor, ou seja, sua capacidade de se sentir alegre ou triste. Embora suas escolhas alimentares possam basear-se no paladar ou em outros critérios conscientes, há indícios de que as pessoas freqüentemente fazem escolhas alimentares inconscientes que mudam a química do cérebro e melhoram seu humor. Inconscientemente, elas se “automedicam”, adotando alimentos antidepressivos. Além disso, a depressão crônica foi associada a uma deficiência sutil e prolongada de certos nutrientes que pode passar despercebida e impune pelo organismo durante longos períodos de tempo.



Poucas substâncias alimentares, com exceção da cafeína e do açúcar, foram meticulosamente estudadas a fim de determinar a forma como controlam o humor. Entretanto, parece evidente que os alimentos afetam neurotransmissores, que estabelecem a comunicação entre as célúlas cerebrais. Um desses neurotransmissores associados à depressão é a serotonina. Ela é conhecida como uma substancia que melhora o humor de modo geral e drasticamente em pessoas propensas à depressão.



Indivíduos deprimidos frequentemente necessitam de doces e amidos. Após a ingestão de carboidratos, como açúcar, as pessoas normais ficam menos alertas e com menos energia. Dessa forma, você pode comer doces, mas é mais saudável consumir carboidratos complexos como feijão seco, massas, vegetais, cereais, pães e biscoitos salgados. Eles também funcionam – só que um pouco mais devagar.



Porém, existem advertências contra o uso excessivo de substâncias como álcool e cafeína. O excesso dessas substâncias pode aumentar a ansiedade, potencializando os problemas de humor. Fique atento!!!



O uso de uma xícara de chá de café ao dia pode melhorar o humor de várias pessoas, assim como o seu desempenho nas atividades diárias. Mas cuidado: altas doses podem ser prejudiciais à psique e ao bem-estar. Então, caso você consuma café em excesso, fique de olho ao retirá-lo abruptamente da sua alimentação. Essa retirada brusca causa dor de cabeça e pode induzir a depressão.



Alguém já lhe disse que os alimentos verdes fazem bem para o humor? Ou que você pode estar deprimido porque não está consumindo uma quantidade suficiente de espinafre? Provavelmente não. A deficiência de ácido fólico (folato), amplamente disseminada entre as mulheres, causa desordens psiquiátricas, principalmente depressão (mas pode causar também esquizofrenia e demência). O ácido fólico é uma vitamina presente principalmente nas folhas verdes e em leguminosas. Uma das razões da deficiência de ácido fólico causar depressão é que ela é responsável por abaixar os níveis de serotonina.



Você provavelmente já ouviu dizer que o peixe é o alimento do cérebro. Atualmente, há novos indícios fascinantes que o consumo regular de frutos do mar pode melhorar seu humor. A razão: os frutos do mar contém um teor muito alto do mineral selênio e vários pequenos indícios sugerem que pessoas que ingerem quantidades insuficientes de selênio tem maior tendência à depressão. Essas pessoas passam a se sentir mais ansiosas, deprimidas e cansadas e, em geral, passam a se sentir muito melhor quando ingerem quantidades adequadas desse mineral. A forma como o selênio influencia o humor é desconhecida, mas é possível que seus poderes antioxidantes estejam envolvidos.


A maior parte do selênio da dieta vem de grãos, frutos do mar, cereais e carne. A castanha do Pará também é um alimento muito rico. Basta uma única noz por dia para impedir a deficiência desse mineral.

“Pílulas Alimentares” de Selênio para o Bom Humor:
· 1 Castanha do Pará
· 140 g de Atum
· 200 g de Peixe-Espada ou Marisco
· 150 g de Ostra cozida
· 140 g de Semente de Girassol
· 12 fatias de Pão Branco
· 240 g de Farelo de Aveia Seco
· 5 e ½ xícaras de Sucrilhos
· 150 g de Fígado de Galinha




Por mais estranho que pareça, muitos pesquisadores que estão testando os efeitos positivos do alho sobre o sangue e o colesterol notaram que os consumidores de alho também experimentaram uma tremenda melhora no humor.



Comer pimenta pode fazer você sentir uma euforia que é muito mais que puramente sensitiva. A capsaicina, componente da pimenta responsável pela euforia, pode realmente induzir um afluxo de endorfinas no cérebro que provocam uma euforia temporária. A explicação é a seguinte: quando você come pimenta, a capsaicina “queima” as terminações nervosas da boca e língua, enviando falsos sinais de dor ao cérebro. Na tentativa de proteger o organismo contra a injúria percebida, o cérebro responde secretando substancias naturais que eliminam a dor ou endorfinas que, como uma dose de morfina, provocam a euforia.



Agora você já conhece alguns alimentos capazes de melhorar seu humor. Com uma dieta balanceada, você atinge as recomendações diárias de nutrientes e evita oscilações desagradáveis. Experimente!