Fui viajar e esqueci de levar meu lanche. O que comer no avião?

Então...você programou uma viagem de férias ou até mesmo a trabalho e não conseguiu se organizar a ponto de levar um lanche para comer durante todo o percurso. Não se desespere! Existe sim uma forma de manter o plano alimentar em ordem mesmo que você não tenha um lanchinho em mãos. 

Ao abrir o cardápio do avião, escolha sempre as opções mais saudáveis possíveis. Fuja de cookies, biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, refrigerantes e sucos de caixinha. Mesmo na versão light, seu consumo deve ser evitado por não possuírem muitos nutrientes. Escolha água, chá gelado ou café. Sem açúcar, claro. As castanhas são ótimas opções para um lanche rápido.


Também esqueça os combos! Não vale a pena economizar R$ 3 e comer uma refeição de má qualidade não é verdade? O mesmo vale para  as sopas de pacote. São pobres em calorias e riquíssimas em sódio.


A fome apertou (o que pode acontecer quando viajamos bem cedinho ou no horário de almoço) e só a castanha não resolve? Vamos para o sanduíche! Mas fique atento: o que menos importa aqui é o valor calórico. Vou te explicar por quê.

Das 3 opções de sanduíche acima, a melhor escolha seria o "Natural". Veja na figura abaixo  a composição nutricional:


Apesar dele ter o valor calórico muito similar ao "Sugestão do Chef", as gramas de gordura variam muito. Enquanto o "Natural" tem 14 g de gorduras totais e 4 g de saturada (a gordura ruim!), o "Sugestão do Chef" tem 17 g de totais e 10 g de saturada. O mesmo acontece com o ""Especial".  A quantidade de proteínas é bem similar, mas o "Natural" sai ganhando por ser proteína magra (peru e queijo branco). Deu pra entender agora?

Portanto, a melhor escolha seria um pacotinho de castanhas (se a fome for menor) ou um sanduíche "Natural" +  café ou chá sem açúcar. Assim, você não foge do plano alimentar e se alimenta de forma correta.

Boa viagem e bom apetite!