Perda de peso e resistência à insulina

Nem todas as pessoas obesas ou acima do peso tem resistência à insulina e não existe um teste simples que determine quem tem resistência e quem não tem. Os níveis de insulina em jejum, glicose e HDL são alguns parâmetros usados com maior ou menor sucesso. Por isso, um check-up geral de tempos em tempos é tão importante.

Existem provas consideráveis  que demonstram que, se uma pessoa perde peso, melhora a sensibilidade à insulina. E vale lembrar também que a hiperinsulinemia não evita a perda de peso, como muitos acreditam e usam isso como justificativa para não mudar seus hábitos alimentares.

De forma geral, uma dieta para perda de peso consiste em reduzir a gordura e substituí-la por carboidratos, mas nem sempre isso dá resultado para pessoas com resistência à insulina. O problema de uma dieta baixa em gorduras e rica em carboidratos para pessoas que tem resistência à insulina consiste no fato que o carboidrato adicional exige a secreção de mais insulina do pâncreas para manter a homeostase da glicose. Se a pessoa for resistente à insulina e o pâncreas tiver capacidade para tal, os níveis de insulina serão aumentados ainda mais. Por isso não dá pra fazer qualquer dieta sem orientação.

Portanto, se você tem resistência à insulina, fique atento antes de você começar a fazer qualquer dieta por conta própria, pois pode piorar - e muito - o quadro clínico. Consulte seu nutricionista pois assim você irá aprender a fazer escolhas mais adequadas e dessa forma conseguirá melhorar sua saúde de forma considerável - e sem grandes esforços!