Proteínas e perda de peso

Um dos componentes do nosso gasto energético é o efeito térmico dos alimentos. Ele representa  a elevação no gasto energético associado ao processamento  de alimentos pelo corpo, incluindo o trabalho associado à digestão, absorção, transporte, metabolismo e armazenamento de energia dos alimentos ingeridos. Estima-se que o percentual no gasto energético causado sobre o efeito térmico dos alimentos seja de 5 a 30%.

Nos alimentos, a proteína tem o maior efeito térmico, aumentando o gasto energético de 20 a 30%. Os carboidratos tem efeito intermediário, de 5 a 10% e a gordura de 0 a 5%. 

Portanto, fica claro que uma dieta rica em proteínas de boa qualidade (carnes magras, peixe, frango, ovos, leite e derivados, etc) é essencial para um bom resultado em tratamentos para perda de peso e controle da obesidade.