Suplementos proteicos são benéficos?

Existem muitos anúncios de suplementos proteicos, principalmente para atletas de força e potência. Essas propagandas frequentemente enfatizam  que esses atletas precisam de mais proteínas que a população em geral. A maior parte deles não menciona que a maioria desses atletas atinge suas metas de ingestão proteica diária porque suas dietas já são relativamente ricas em proteínas.

O ponto principal é que os suplementos não são mais ou menos eficientes que as proteínas dos alimentos. De fato, a maioria deles é produzida a partir de proteínas alimentares, como claras de ovos, leite, carne bovina e soja. O que é interessante na prática clínica é a sua conveniência, facilidade de transporte e também por conter nutrientes isolados, como, por exemplo, whey protein isento de gordura ou carboidratos.

Atletas em treinamento de força ficam muito focados no tempo de ingestão proteica após o exercício, e é aí onde os suplementos são mais convenientes. A desvantagem da ingestão proteica excessiva (seja por suplementos ou alimentos) e que ocorre quando não se tem orientação nutricional é a possibilidade de ingestões calóricas excessivas ou com baixo teor de carboidratos. E, como já sabemos, a dieta rica em proteínas afeta também o equilíbrio hídrico e pode aumentar o risco de desidratação.

Portanto, se você quer começar a usar suplementos, antes de mais nada é necessário procurar um profissional especializado. Assim, você será orientado sobre os melhores produtos disponíveis no mercado, além de saber quando e como tomar a suplementação corretamente.