Carboidratos e uma maratona: a história de João (parte 2)

Continuando o post anterior...

O que aconteceu com João, o corredor do post anterior? Ele cometeu muitos erros, que fizeram com que ele não conseguisse finalizar a corrida. Aqui estão alguns deles:

  • treinava esporadicamente;
  • alimentou-se com uma refeição com muita gordura e pouco carboidrato na noite anterior à corrida;
  • não se alimentou antes da corrida;
  • ficou desorientado porque sua taxa de açúcar no sangue estava muito baixa;
  • não pôde continuar a se exercitar porque seu glicogênio estava esgotado.

Muitos esportistas recreacionais não se preocupam com a importância de carboidratos suficientes. Comer uma refeição com pouco carboidrato significou a João um início de corrida com reservas de glicogênio abaixo do ideal. Ele não aumentou as reservas na manhã porque não se alimentou antes da competição. Se ele tivesse um plano alimentar melhor, seria capaz de terminar a corrida e não perder a aposta com seu amigo.