Cirurgia bariátrica e síndrome de dumping

A síndrome de dumping é uma complicação comum da cirurgia bariátrica. O evento chave na patogênese dessa doença é o esvaziamento gástrico acelerado para o intestino delgado, levando ao desvio de líquidos do compartimento intravascular para a luz intestinal, que resulta em sintomas cardiovasculares, liberação de vários hormônios gastrintestinais, pancreáticos e hipoglicemia pós-prandial tardia.

Os primeiros sintomas do dumping são gastrintestinais e vasomotores, ao passo que os sintomas tardios  são resultado de hipoglicemia reativa. Os mais comuns são: cólicas abdominais, inchaço, palpitações, náuseas, vômitos, diarréia e falta de ar.

O primeiro passo no tratamento da síndrome de dumping é a introdução de medidas dietéticas e uma delas é o aumento da ingestão de fibras que diminuem o esvaziamento gástrico e dão sensação de saciedade. Comer devagar, mastigar bem os alimentos, evitar doces e gorduras também são medidas simples de serem adotadas e fazem grande diferença prevenindo sua ocorrência. 

Portanto, se você operou e tem algum desses sintomas, converse com seu nutricionista!